Rebranding: como e quando fazer

Rebranding: como e quando fazer

Paula Sá
2018-06-22
Fazer passar a sua marca por um processo de rebranding é uma decisão que não pode ser tomada de ânimo leve e que deve ser planeada, estruturada e fundamentada.

O rebranding acontece quando uma organização altera uma ou mais características da sua marca, podendo ser uma mudança parcial ou integrada. Mas por que é que alguém faria alterações drásticas à sua marca? Eis alguns dos motivos:


Aposta na diferenciação

Pode precisar de afirmar a sua marca com um novo posicionamento, que a destaque das demais e a eleve a um novo patamar.


Necessidade de mudar

Se por algum motivo, seja por uma notícia má, um escândalo, uma má fase ou qualquer outro caso isolado, a sua marca ficar “mal vista”, é natural querer mudar esta imagem.


Novos produtos/serviços

Se vai adicionar um novo ramo de negócio ou novos produtos à sua marca, pode precisar de fazer um rebranding para consolidar a coerência com a restante comunicação da marca.


Nova liderança

Quando a direção de uma marca muda, é natural que seja implementada uma nova filosofia interna da empresa e que seja feita uma nova análise ao negócio. Por isso, não é de estranhar que se faça uma reestruturação completa à marca.


Estagnação

Se temos um negócio estagnado há muito tempo, o rebranding é uma boa opção para uma nova afirmação no mercado. A necessidade de ter novas respostas a novos desafios está sempre iminente, nos dias de hoje, e é importante não ficar para trás.


Quais são os principais desafios?


Clientes habituais

É importante não desiludir os seus clientes habituais. Por vezes o foco vai para potenciais clientes e perde-se o fio à meada com o que se construiu até então. Tem de medir o que uma mudança lhe vai custar e quais são as consequências (boas e más) que daí podem advir.


Manter a essência da marca

Ao fazermos um rebranding, podemos perder o core do nosso negócio. O objetivo não é matar a sua marca, mas sim melhorá-la, do ponto de vista efetivo.


Falta de coerência

Seja qual for a alteração, é importante que esteja em concordância com a marca e os seus valores, assim como é fundamental que todos os colaboradores na empresa estejam a par das alterações a serem feitas. 


Impulsividade

Tenha consciência que qualquer rebranding é um processo moroso, intenso e que nem sempre é eficaz. Antes de tomar qualquer decisão, precisa de pensar nos prós e nos contras, avaliar as consequências, estabelecer objetivos e prever desafios. Só depois estará completamente preparado para dar o passo em frente.