Natureza: como e onde fotografar

Natureza: como e onde fotografar

Mariana Braga
2018-06-15
No Dia da Fotografia da Natureza dê um passeio, observe e fotografe! Mais bonito do que termos o privilégio de usufruir o encanto de tantos jardins é poder fotografá-los e levar um poucos deles para nossa casa.

A fotografia de natureza é algo que nos aproxima do mundo em que vivemos e, com a ajuda de uma máquina fotográfica, é possível capturarmos a sua beleza. A riqueza dos cenários, as cores e os detalhes que destacam cada fotografia são alguns motivos que levam tantos fotógrafos a apaixonarem-se por esta arte. Desde o nascer ao pôr do sol, há milhares de espetáculos apetecíveis de ser fotografados, basta prestar atenção e ter paciência para esperar pelo momento perfeito.


As nossas dicas

Escolher a altura certa. 

Tenha atenção ao horário e à meteorologia e programe o seu passeio para conseguir obter boas condições (boa luz!). Há certos fatores que tem de notar: quando quer fotografar durante o dia, por exemplo, tem de ter cuidado com o brilho excessivo do sol.

Opte por fotos em RAW

Fotografar em RAW permite-lhe obter mais informação de cor, em comparação ao formato JPG, e preservar detalhes que podem ficar demasiado expostos ou escuros. Para além disto, e apesar de ocupar mais espaço no cartão de memória, aumentam as possibilidades de ajustes na edição.


Pesquisar sobre o lugar

Graças ao elevado número de sites dedicados a fotografias, tornou-se fácil pesquisar sobre certos locais e conhecer as opiniões de quem por lá passou. Desta forma, é possível selecionar os ângulos que lhe interessam para não voltar a casa sem ter visitado tudo aquilo que pretendia.


As nossas sugestões

Serra da Penha, Guimarães

Também conhecida por Monte de Santa Catarina, esta serra é o local mais alto da cidade berço. A vista panorâmica é um dos pontos mais importantes e é possível aceder ao seu topo através de uma viagem de teleférico, onde está localizada a estátua do Papa Pio IX. Para além da paisagem natural única, os visitantes podem ainda desfrutar de um campo de mini-golfe, um parque de merendas e campismo.

Bom Jesus, Braga

Considerada a maior atração turística e religiosa da região, este é um lugar encantador para passear e desfrutar da natureza. Para aproveitar a vista deslumbrante, suba pela escadaria ou então opte pelo funicular, que é o mais antigo em serviço no mundo inteiro (wow!). Pode alugar um barco a remos e explorar as grutas, as fontes e os jardins ou então aproveitar os dias de sol para fazer exercício físico. 

Quinta do Lago dos Cisnes, Braga

Apesar de ser mais conhecido pela (maravilhosa) quinta para casamentos, o Quinta do Lago dos Cisnes tem uma área aberta ao público todo o ano com o que há de melhor na natureza: muitas árvores e animais à beira-rio, pequenas pontes sobre a água, espaços de lazer para os miúdos, bancos de jardim e uma única sensação de ar puro.

Jardim Santa Bárbara, Braga

Eleito um dos jardins mais encantadores de Braga, é um refúgio da vida agitada da cidade. Ler um livro, passear e ouvir música pelos jardins cheios de cor são algumas opções para quem lá vai. No seu centro, existe uma fonte onde está representada Santa Bárbara que, protagonista de uma história trágica, é também o lugar escolhido por muitos jovens para juras de amor.

Parque de Serralves, Porto

É um espaço verde que reúne cerca de 18 hectares de natureza verde e bem cuidada. Para além dos jardins lindíssimos e da experiência única de contacto com o ambiente, pode conhecer as obras da Coleção da Fundação de Serralves numa visita à exposição permanente. No primeiro domingo de cada mês a entrada é gratuita durante a manhã. Nos restantes dias do mês tem o custo de 5€, mas garantimos-lhe que vale a pena!

Jardins do Palácio do Cristal, Porto

O Palácio de Cristal faz parte de todos os roteiros para quem visita a cidade do Porto e os seus jardins, que se alongam por 8 hectares, são palco de vários espetáculos e eventos públicos. Têm uma vista maravilhosa sobre o Douro e a cidade e miradouros onde vai querer fotografar! A entrada é livre.

Parque da Devesa, Vila Nova de Famalicão

Inaugurado em 2012, este parque estende-se por 27 hectares é o local perfeito para dar um passeio ou praticar exercício físico. Foi construído com a missão de promover a proteção dos recursos naturais, através de várias atividades dinâmicas que abordam a biodiversidade e a educação ambiental. O anfiteatro, o moinho de água, os tanques e os edifícios requalificados são espaços que não ficarão indiferentes à sua máquina fotográfica.